Pular para o conteúdo principal

Cromoterapia






Dentre as terapias holísticas (terapias que visam adquirir qualidade de vida e bem estar utilizando-se de técnicas milenares e modernas, suaves e naturais), a Cromoterapia é a prática que consiste no emprego de luz cromatizada no tratamento de situações-problema psíquicas e biológicas envolvidas em processos de desarmonia energética humana.

O Dr Max Luscher, cientista que trabalha nesse campo, realizou diversos estudos sobre o poder das cores na saúde física e psíquica das pessoas e concluiu que na reação dos indivíduos às cores há significados que transcendem as diferenças culturais e, inclusive, descobriu que a preferência de cor pode indicar o estado mental de uma pessoa, bem como algum possível desequilíbrio glandular. Inclusive existe um teste psicológico criado pelo Dr. Max Luscher, o Teste de cores de Luscher.

A eficácia da cromoterapia está grandemente condicionada a eficiente verificação do estado energético de cada um dos chakras, visto que esses são centros de energia, os quais representam os  aspectos do corpo físico, emocional, mental e energético da natureza do ser humano. Isso ocorre porque cada chakra está associado a uma cor e a um ponto de energia no corpo.

Cada cor tem influência variada, por exemplo:

Vermelho:  tem propriedade revitalizante e estimulante nos casos de inércia, depressão, medo ou melancolia.

Verde: estimula sentimentos de equilíbrio, harmonia, paz, e saúde.

Amarelo: estimula o intelecto assim como a comunicação.

Laranja: vitalidade física e rejuvenescimento.

Azul: de todas as cores, esta é a que mais possui efeito curativo. Traz paz interior, estimula a inspiração, criatividade, compreensão espiritual.

Índigo: Tem efeito dissipador, relaxante e ao mesmo tempo energiza o corpo físico.

Existem muito mais cores que associadas a tratamentos, por essa razão, é interessante sempre consultar um cromoterapeuta para analisar o melhor tratamento, visto que as cores devem ser aplicadas em equilíbrio.



Imagem: Pixabay/GDJ


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Recebendo com charme (Queijo Camembert)

Às vezes nós queremos receber visitas em casa e queremos parecer um pouco mais...como dizer...refinados.
É claro que nem sempre temos tempo de planejar e comprar um banquete para receber aquela visita com charme. É por isso que pensando nisso decidi compartilhar uma de minhas dicas infalíveis, o queijo Camembert. Este "queijo branco mole", cujas características principais são a casca branca aveludada, o interior cremoso e aromas e sabores que lembra cogumelos é uma maravilha.
Com uma textura cremosa e sabor suave, o Camembert, além de delicioso, é super prático e fácil de preparar, levando apenas 10 minutos para ficar no ponto macio quase derretido.
Podemos servi-lo com mel ao final de uma refeição, como petisco com torradas etc.  
Essa maravilha ainda harmoniza com cervejas no estilo Lagers e Pale Ales, além de harmonizar bem com vinhos brancos e espumantes ou vinhos tintos mais leves.





Charlotte Royale - LOW CARB

Assisto Bake Off Brasil religiosamente. Todo sábado (e terça-feira no H&H) estou a frente da TV para ver as delícias (que não posso comer porque estou de dieta). Por isso quando tenho a oportunidade, tento adaptar a receita para que eu possa comer sem muita culpa (e com moderação). Dessa vez fui agraciada com a receita da Carol de Charlotte Royale e decidi fazer um experimento que deu muito certo!
É claro que não fica 100% igual, até porque é a primeira vez que faço uma Charlotte, mas fiquei feliz com o resultado. Basicamente o que eu fiz foi substituir alguns ingredientes da receita da Carol Fiorentino.

Detalhe: fiz meia receita (não queria desperdício caso não desse certo)





Para o pão de ló de chocolate, você vai precisar de:
- 3 ovos - 95 g de farinha de Coco* (A principal característica desse alimento é que ele mistura fibras com gorduras.) ou Oleaginosa. - 35 g de Cacau em pó - 75 g de Adoçante culinário - 75 ml de água - 1 colher de chá de fermento em pó
Como preparar:
Bata …

13 Reasons Why (Os Treze Porquês)

Aviso: Não é uma série indicada para todos. Devo aconselhar que pessoas com depressão e passando por problemas mentais não assistam em vista do momento delicado em que se encontram e em razão do tópico delicado que é o suicídio.

13 Reasons Why é uma série produzida por Selena Gomez, escrita pelo vencedor de um prêmio Pulitzer, Brian Yorkey e baseada no romance best seller de Jay Asher e tem como protagonistas Dylan Minnette e Katherine Langford.
Sinopse Após o suicídio de uma colega da escola, Hannah Baker, Clay encontra na porta de sua casa um misterioso pacote. Ao abri-lo, encontra várias fitas cassete e aos ouvir das gravações, se da conta de que estas estão sendo narradas por Hannah. Nas fitas, a garota descreve as 13 razões que a levaram ao suicídio e ainda menciona que Clay está em uma delas.
A série foi disponibilizada na íntegra pela Netflix no dia 31 de março de 2017.
Maratonei a série e me arrependi. Não porque não é boa, a verdade é que ela é excelente no que propõe, e aí e…