Pular para o conteúdo principal

Pretty Little Liars - 5ª Temporada




A Netflix liberou a 5ª temporada de Pretty Little Liars na semana passada e corri para conferir.
É certo que desde o início, PLL se mostrou como uma espécie de Gossip Girl do crime e trouxe um tom mais fresco nas séries do gênero jovem. 

Não sei porque, mas tive um certo preconceito quando a série foi lançada e só comecei a assistir ano passado, e para minha surpresa, me peguei totalmente imersa nas temporadas disponíveis na plataforma.

Esse ano fui felicitada com a 5ª temporada e corri para assistir a todos os episódios e de repente percebi que já estava me cansado e parei para pensar, será que realmente são necessárias todas essas temporadas? Ainda tem a 6ª e 7ª, com rumores de uma 8ª. Mas ainda que a quantidade de temporadas fosse necessária, será que a quantidade de episódios realmente precisa ser 24?

A premissa da série é muito boa, um mistério cercando praticamente a cidade toda tendo como ponto inicial o desaparecimento da Queen Bee Alison, e a perseguição de suas amigas pelo (a) misterioso (a) A. 

A série segue o caminho das Mil e Uma Noites, tendo uma história principal (mistério) e uma série de outros mistérios que vão aparecendo conectados como as histórias de Sherazade, tudo em uma tentativa de alongar uma história que já dá sinal de cansaço. Não posso negar que fiquei vidrada em muitos episódios dessa 5ª temporada, mas não dá para negar que esses jovens personagens são campeões em fazerem más escolhas, sério. Parece que a cada episódio os roteiristas tentavam encontrar uma maneira melhor de irritar o espectador com as escolhas das quatro amigas e seus correspondentes. Em quase todos os episódios alguém é atacado ou surpreendido por A quando está sozinho, já não era para essas crianças terem aprendido a não ir sozinhos à um bosque à noite, ou uma cabana no meio do nada? Eles ainda não aprenderam que não é boa ideia investigarem cenas de desaparecimento ou assassinato sozinhos no escuro?

Além disso, como pode um grupo de adolescentes dar tanto Olé na polícia? Parece que só eles são capazes de realizar uma investigação decente e encontrar pistas.

Tudo isso chegou ao ponto de me irritar, somando ao fato de todos estarem escondendo a verdade de seus pais e autoridades, o que poderia ter economizado muitos problemas. 





SPOILER - início

Quando Alison conta a verdade aos pais de Spencer, todo mundo se movimenta para ajudar. Por que ninguém contou antes?!!!!!!!!!!!!!!!!! Qual a diferença???????????????????????

Fim






A série nunca deu um bom e real motivo para que esses adolescentes não contassem a verdade a seus pais ou autoridades competentes, a polícia não se resume a um ou dois policiais ligados a A. E parece que um crime atrás do outro cria a falsa necessidade de se criar mais mentiras em uma bola de neve desnecessária para a história.

No geral, foi uma boa temporada se não contar os excessos, a quantidade de episódios e algumas atitudes idiotas das personagens. A série conseguiu prender minha atenção durante um bom tempo, mas algumas plots, na minha opinião, são desnecessárias, o que poderia diminuir a quantidade desnecessária de episódios.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Recebendo com charme (Queijo Camembert)

Às vezes nós queremos receber visitas em casa e queremos parecer um pouco mais...como dizer...refinados.
É claro que nem sempre temos tempo de planejar e comprar um banquete para receber aquela visita com charme. É por isso que pensando nisso decidi compartilhar uma de minhas dicas infalíveis, o queijo Camembert. Este "queijo branco mole", cujas características principais são a casca branca aveludada, o interior cremoso e aromas e sabores que lembra cogumelos é uma maravilha.
Com uma textura cremosa e sabor suave, o Camembert, além de delicioso, é super prático e fácil de preparar, levando apenas 10 minutos para ficar no ponto macio quase derretido.
Podemos servi-lo com mel ao final de uma refeição, como petisco com torradas etc.  
Essa maravilha ainda harmoniza com cervejas no estilo Lagers e Pale Ales, além de harmonizar bem com vinhos brancos e espumantes ou vinhos tintos mais leves.





Charlotte Royale - LOW CARB

Assisto Bake Off Brasil religiosamente. Todo sábado (e terça-feira no H&H) estou a frente da TV para ver as delícias (que não posso comer porque estou de dieta). Por isso quando tenho a oportunidade, tento adaptar a receita para que eu possa comer sem muita culpa (e com moderação). Dessa vez fui agraciada com a receita da Carol de Charlotte Royale e decidi fazer um experimento que deu muito certo!
É claro que não fica 100% igual, até porque é a primeira vez que faço uma Charlotte, mas fiquei feliz com o resultado. Basicamente o que eu fiz foi substituir alguns ingredientes da receita da Carol Fiorentino.

Detalhe: fiz meia receita (não queria desperdício caso não desse certo)





Para o pão de ló de chocolate, você vai precisar de:
- 3 ovos - 95 g de farinha de Coco* (A principal característica desse alimento é que ele mistura fibras com gorduras.) ou Oleaginosa. - 35 g de Cacau em pó - 75 g de Adoçante culinário - 75 ml de água - 1 colher de chá de fermento em pó
Como preparar:
Bata …

13 Reasons Why (Os Treze Porquês)

Aviso: Não é uma série indicada para todos. Devo aconselhar que pessoas com depressão e passando por problemas mentais não assistam em vista do momento delicado em que se encontram e em razão do tópico delicado que é o suicídio.

13 Reasons Why é uma série produzida por Selena Gomez, escrita pelo vencedor de um prêmio Pulitzer, Brian Yorkey e baseada no romance best seller de Jay Asher e tem como protagonistas Dylan Minnette e Katherine Langford.
Sinopse Após o suicídio de uma colega da escola, Hannah Baker, Clay encontra na porta de sua casa um misterioso pacote. Ao abri-lo, encontra várias fitas cassete e aos ouvir das gravações, se da conta de que estas estão sendo narradas por Hannah. Nas fitas, a garota descreve as 13 razões que a levaram ao suicídio e ainda menciona que Clay está em uma delas.
A série foi disponibilizada na íntegra pela Netflix no dia 31 de março de 2017.
Maratonei a série e me arrependi. Não porque não é boa, a verdade é que ela é excelente no que propõe, e aí e…